Home Data de criação : 09/08/27 Última atualização : 12/03/14 17:53 / 4 Artigos publicados

Religião no império bizantino  escrito em quinta 11 março 2010 17:43

religião

A religião bizantina foi constituída por uma grande diversidade de culturas como gregos, romanos, e povos do oriente. Ela foi muito importante para manutenção da sociedade. O cristianismo ocupava um grande destaque na vida dos bizantinos. Ele influência as pessoas desde seu comportamento rotineiro, até as grandes obras de arte feitas nesse período. As catedrais e os mosaicos bizantinos estão entre os mais belos do mundo. Era comum, observamos monges que ganhavam grandes quantidades de dinheiro com a venda de ícones religiosos, eles possuíam grande poder de influência para com a sociedade. Entretanto, o governo insatisfeito com essa situação acabou criando um obstáculo para os mesmos. As questões mais debatidas eram: Monofisismo: estes negavam a natureza terrestre de Jesus Cristo. Para eles Jesus possuía apenas a natureza divina, espiritual. Esse movimento teve início no século V com auge no reinado de Justiniano. Iconoclastia: para estes a ordem era a destruição das imagens de santos, e a proibição do uso delas em templos. Com base na forte espiritualidade da religião cristã oriental. Teve apoio no século VIII, com o imperador Leão II, que proibiu o uso de imagens de Deus, Cristo e Santos nos templos e teve forte apoio popular. Cesaropapismo Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Cesaropapismo foi um sistema de relações entre a Igreja e o Estado em que ao chefe de Estado cabia a competência de regular a doutrina, a disciplina e a organização da sociedade cristã, exercendo poderes tradicionalmente reservados a suprema autoridade religiosa, unificando tendencialmente as funções imperiais e pontificiais em sua pessoa. Daí decorre o traço característico do cesaropapismo que é a subordinação da Igreja ao Estado que chegou a atingir as vezes formas tão extremas que levou a Igreja a adotar cânones proibindo o estado de exercer poder eclesiástico, isso no âmbito doutrinal da Igreja. A ideologia do cesaropapismo se assenta na idéia imperial política bizantina de querer usurpar a autoridade conciliar e o poder papal sobre a Igreja, na qual a política secular e religião são entidades indissolúveis em que o sagrado é parte do temporal, de que o Imperador ("chefe de Estado") é chefe da Igreja. Esse fenômeno é tipicamente cristão, dado que o evangelho distingue política de religião, não se aplicando a outras civilizações como a islâmica, chinesa, indiana, japonesa em que no passado e/ou no presente nunca houve tal distinção. O cesaropapismo somente existiu em ambientes históricos em que havia o Império e a Igreja em cena, e após o século XVI nos países protestantes. • Império Romano A conversão de Constantino Após adotar como manobra política o cristianismo, o imperador Constantino decretou o Édito de Milão, em 313. Além de reconhecer o cristianismo como religião legal e com liberdade de culto, Constantino assumiu uma postura "magisterial" ao bem comum (religião = cristianismo), isso no âmbito sociocultural; convictamente se opondo a qualquer discrepância teológica no cristianismo, religião no qual assumira como forma de unificar politicamente o Império. Nesta linha política, o imperador convocou o I Concílio de Niceia, em 325, para solucionar a questão do Arianismo. Em um processo que se acentuou nas décadas seguintes, o cristianismo se tornou a religião oficial em 380 e a única permitida em 392. O fim do Império Romano do Ocidente deteve um processo de controle Igreja pelo Estado no ocidente que havia se fortalecido com o tempo. Império Bizantino O imperador Justiniano I controlou a doutrina da Igreja em seu reinado Em sua história milenar, o Império Bizantino acentuou e concretizou o cesaropapismo em seu extremo. O imperador fez valer seu poder sobre a Igreja emanando normas, sancionando decretos dos concílios ecumênicos, convocando os tribunais eclesiásticos e determinando sua competência, cuidando da exata aplicação das leis canônicas, controlando a correta administração dos bens da Igreja, nomeando os titulares dos ofícios eclesiásticos (patriarca, arcebispos, bispos, abades). No Ocidente, a Igreja tinha a obrigação de informar ao imperador ou a seu representante na Itália, o exarca de Ravenna, o nome do papa eleito (quase sempre gregos ou sírios de nascimento), além de pagar um tributo correspondente. O imperador bizantino em sua longa história nomeou, do fim do Império Romano do Ocidente (476) até o século VIII, sempre os patriarcas dentre uma lista tríplice ou de sua livre vontade e os demais cargos eclesiásticos. A ele cabia julgar os titulares de cargos eclesiásticos podendo depô-los se assim quisesse(vários papas e patriarcas foram depostos pelo imperador). O caso mais célebre do poder sobre a Igreja aconteceu no reinado do imperador Leão III na questão iconoclasta em que o soberano proibiu o culto às imagens e ordenou a destruição delas em um contexto mais amplo de limitação do poder econômico dos monges. Houve mesmo um concílio ecumênico decretando essa proibição.
Blog de wandyckhistory2009 :Procura informações sobre a civilização bizantina? Seja Bem Vindo, Religião no império bizantino
Compartilhar

Faça um comentário!

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.
Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (54.166.105.24) para se identificar     


12 comentário(s)

  • larissa mailto

    Dom 17 Ago 2014 01:50

    resumo ótimo mais não me ajudou muito no meu trabalho da escola!!!!!!!!!

  • irfe mailto

    Ter 15 Abr 2014 14:32

    reeecddxdedddrcrdrd

  • Arlan

    Qui 27 Fev 2014 14:12

    RUIM

  • Marcos mailto

    Qui 21 Nov 2013 17:17

    vai se fuder

  • michael

    Qui 21 Nov 2013 17:15

    marcos fica quieto

  • Marcos mailto

    Qui 21 Nov 2013 17:06

    po texto grande galera do hélio curte ai

  • suelen mailto

    Seg 18 Nov 2013 16:22

    é legal !

  • feh moitinho mailto

    Dom 17 Mar 2013 17:05

    muito obrigado me ajudou muito ,porem tive que resumir

  • cristiane gambatto mailto

    Sáb 01 Set 2012 16:02

    Adorei o resumo que foi feito para a religião do Império Bizantino, consegui chegar a uma ideia mais objetiva deste tema e vou concluir melhor minha apresentação....Parabêns abraços

  • lorena mailto

    Qui 10 Mai 2012 00:39

    ei ta diaxo


Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para wandyckhistory2009

Precisa estar conectado para adicionar wandyckhistory2009 para os seus amigos

 
Criar um blog